Senadores divergem sobre programa lançado pelo governo federal